<< Início   < Voltar  | |  Avançar >   Última >>
  • Band News
    16/11/2010

    TAM é a companhia aérea mais lucrativa da América Latina e dos EUA

    Segundo um levantamento da Economatica, feito a partir de dados do terceiro trimestre de 2010, a TAM é a empresa mais lucrativa entre as companhias de capital aberto do setor de aviação da América Latina e dos Estados Unidos.

    Nesta terça-feira, a TAM anunciou lucro líquido de R$ 740 milhões (US$ 436,8 milhões) entre julho e setembro, o que representa uma alta de 224% na comparação com o mesmo período de 2009.

    Outra brasileira, a Gol, ficou na oitava posição após encerrar o terceiro trimestre com lucro líquido de R$ 110 milhões (US$ 64,9 milhões), ante R$ 77,9 milhões de um ano antes.

    A Lan Chile é a maior empresa do setor da América Latina e dos EUA, no que diz respeito ao valor de mercado. Na última segunda-feira, valia US$ 10,43 bilhões. A Gol fica na quinta colocação, com US$ 4,47 bilhões, e a TAM na sexta colocação, com US$ 3,65 bilhões.

     

     

    Panrotas
    16/11/2010

    Webjet vende passagens a R$ 9 para período específico

    A partir de hoje, a Webjet passa a oferecer passagens a R$ 9 em voos entre 10 de dezembro de 2010 e 31 de março de 2011, com saídas das principais capitais do País. Serão até nove assentos por voo, e a companhia esclarece que “não se trata de promoção, mas de política de preços baixos”.

    A Webjet esclarece que os preços de R$ 9 são por trecho e válidos para voos no período de 10 de dezembro de 2010 até 31 de março de 2011, exceto nos dias 30 e 31 de dezembro de 2010, 2 e 3 de janeiro de 2011 e no período de 3 a 13 de março de 2011. A empresa informa que estas tarifas estão sujeitas a alteração sem prévio aviso e que serão disponibilizados uma quantidade máxima de até nove assentos por essa tarifa nos voos mencionados.

    Confira os trechos em que se poderá voar por R$ 9:

    De Foz do Iguaçu para: Belo Horizonte (Confins), Brasília, Curitiba e Porto Alegre;

    De Ribeirão Preto para: São Paulo (Guarulhos), Rio de Janeiro (Galeão), Belo Horizonte (Confins), Salvador, Porto Alegre, Curitiba, Brasília e Navegantes;

    De Navegantes para: Belo Horizonte (Confins), Porto Alegre, Ribeirão Preto e Rio de Janeiro (Galeão);

    De Belo Horizonte (Confins) para: Navegantes, Ribeirão Preto e
    Foz do Iguaçu;

    De Salvador para: Ribeirão Preto;

    Do Rio de Janeiro (Galeão) para: Navegantes e Ribeirão Preto;

    De Porto Alegre para: Navegantes, Ribeirão Preto e Foz do Iguaçu;

    De Curitiba para: Foz do Iguaçu e Ribeirão Preto;

    De São Paulo (Guarulhos) para: Ribeirão Preto;

    De Brasília para: Ribeirão Preto e Foz do Iguaçu

     

     

    Extra Online
    16/11/2010

    Lufthansa inspeciona trem de pouso de A380 após pedido de piloto

    A Lufthansa informou que técnicos não encontraram danos num avião Airbus A380 depois que os pilotos pediram uma inspeção devido a suspeitas de problemas no trem de pouso minutos antes da decolagem de Frankfurt para Tóquio.

    "A aeronave estava completamente bem", disse um porta-voz da companhia aérea alemã nesta terça-feira.

    O A380, fabricado pela Airbus, estava taxiando do terminal de embarque para a pista do aeroporto de Frankfurt quando os pilotos pararam o avião e solicitaram que o trem de pouso dianteiro fosse inspecionado, disse o porta-voz.

    Os passageiros seguiram para Tóquio em outro A380, e o avião que teve a decolagem cancelada foi usado na rota da Lufthansa para Johannesburgo mais tarde na segunda-feira.

    O A380, maior avião de passageiros do mundo com preço médio de 350 milhões de dólares, tem chamado a atenção por questões de segurança depois que um motor Rolls-Royce se desintegrou parcialmente durante um voo, forçando uma aeronave lotada da australiana Qantas a fazer um pouso de emergência em Cingapura, em 4 de novembro.

     

     

    Estadão
    16/11/2010

    Anac apura causa da queda de avião em Bragança-SP
    JOSÉ MARIA TOMAZELA

    Técnicos da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) fizeram nova perícia hoje nos destroços do avião Paulistinha que caiu e pegou fogo ontem, em Bragança Paulista (SP), causando a morte do instrutor Rafael Giacon Cunha, de 22 anos, e do aluno João Henrique Mendonça, de 18. Os peritos voltaram também ao local do acidente e conversaram com dirigentes do aeroclube local.

     

     

    De acordo com o coronel Luís Rogério Castro, da Anac, o objetivo é colher o maior número de informações para determinar a causa do acidente. O histórico da aeronave, o trajeto, as condições de voo e o currículo do piloto também serão analisados. Segundo Castro, o resultado pode sair entre dois e seis meses.

     

    De acordo com o diretor do aeroclube, Ricardo Cintra, o monomotor tinha passado pela inspeção de manutenção e estava em condições de voar. Mendonça queria ser piloto e tinha ganhado o curso do pai, como presente de aniversário de 18 anos, completados na semana passada. Ele fazia seu primeiro voo com o instrutor. O avião caiu logo depois de decolar da pista do aeroclube.

     

    O pai do rapaz, João Mendonça, que acompanhava a decolagem com outros familiares, viu a queda e teve um ataque cardíaco. Ele foi levado para um hospital da cidade, mas recebeu alta ainda ontem. Familiares informaram que Mendonça acompanhava o sepultamento do filho, hoje à tarde, num cemitério de Guarulhos. O corpo do instrutor foi levado para a cidade de Botelhos, em Minas Gerais, onde reside sua família. O sepultamento estava previsto para o fim da tarde.

     

     

    Terra Notícias
    16/11/2010

    MPF recebe documentos das famílias sobre acidente com voo 447

    O Ministério Público Federal (MPF) recebeu nesta terça-feira, em Pernambuco, documentos sobre o acidente com o voo 447 da Air France, que causou a morte de 228 pessoas. O material foi encaminhado pelo presidente da Associação das Famílias das Vítimas, Nelson Marinho.

    "Foi entregue ao procurador alguns questionamentos, informações de quase dois anos de investigação e entrevistas com pilotos e especialistas", disse Marinho. O avião caiu no Oceano Atlântico quando fazia o trajeto Rio de Janeiro-Paris, na noite de 31 de maio de 2009.

    Segundo Marinho, está prevista para o dia 13 de dezembro uma reunião com todos os órgãos e entidades envolvidos na investigação das causas do acidente, entre eles o Escritório de Investigação e Análise para a Aviação Civil da França (BEA), que apura as causas do desastre; os controladores de voo do 3º Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta 3), o Ministério Público Federal (MPF) e a Polícia Federal.

    O presidente Associação das Famílias disse ainda que integrantes de associações de outros países com quem mantém contatos defendem voos mais seguros e o direito à indenização para os parentes das vítimas do acidente.

     

     

    Valor Econômico
    16/11/2010

    Gol fecha contrato com a Boeing para compra de até 30 aeronaves
    Eduardo Laguna

    A companhia aérea Gol fechou com a Boeing um contrato para aquisição de até 30 aeronaves B737-800, sendo 20 delas como pedidos firmes e outras 10 como opções de compra. Os pedidos firmes somam US$ 2,7 bilhões e serão entregues entre 2014 e 2017.

    Constantino de Oliveira Jr, presidente da Gol, disse na sexta-feira que o negócio foi fechado na semana passada e que o comprometimento para o pagamento dessas aeronaves não é "tão expressivo" até a data de início das entregas. Assim, o financiamento da transação não será definido agora - possivelmente apenas em 2013.

    Com a encomenda à Boeing, a Gol passa a ter 104 pedidos firmes de aeronaves, mais 40 opções de compra, cujos adiantamentos para aquisição começam em 2012. A companhia fechou setembro com uma frota de 121 aeronaves.

    No total, os compromissos de desembolsos da Gol com a compra de aviões somam R$ 14,18 bilhões, sendo R$ 6,84 bilhões apenas a partir de 2015. Segundo Leonardo Pereira, diretor de relações com investidores, a empresa não se sente pressionada a buscar novas captações no curto prazo.

    O executivo disse que novas emissões são possíveis no próximo ano, mas tudo vai depender do ambiente de mercado. A Gol, lembrou ele, assumiu um compromisso de, em dois anos, reduzir seu nível de endividamento bruto para menos de 4,5 vezes a geração de caixa. Em setembro, esse múltiplo ficou em 5,6 vezes.

    Constantino informou que a Gol ainda avalia se vai recorrer da multa de R$ 2 milhões aplicada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) em agosto pelos elevados índices de atrasos e cancelamentos de voos registrados na época. "Ainda discutimos juridicamente se cabe recurso ou se vale a pena pagar a multa." Ele adiantou que a empresa trabalha em um plano de contingência - a ser anunciado no começo de dezembro - para evitar transtornos com o aumento no fluxo de passageiros nas festas de fim de ano e o início da alta temporada.

    A empresa planeja reforçar a operação com voos extras e toca um processo de contratações, promoção e qualificação de pessoal. Desde julho, um grupo de quase 150 profissionais está sendo preparado para copilotagem. Parte da turma já poderá ser aproveitada a partir do fim do ano.

    A retomada de rotas internacionais de longo curso ainda está fora dos planos, mas a Gol mantém o foco de ampliar a integração do programa de milhagem Smiles com empresas aéreas internacionais e negocia novas parcerias na aviação regional, a exemplo do que fez com a Noar.

    A Gol registrou lucro líquido de R$ 110 milhões no terceiro trimestre, com aumento de 41,2% em relação ao mesmo período de 2009. A receita líquida subiu 19,5%, para R$ 1,79 bilhão. O resultado refletiu a expansão de 23,3% da demanda e a valorização do real ante o dólar.

     

     


    << Início   < Voltar  | |  Avançar >   Última >>