<< Início   < Voltar  | |  Avançar >   Última >>
  • Valor Online
    09/11/2010

    Rolls-Royce fecha contrato de US$ 1,2 bi com China Eastern Airlines

    A britânica Rolls-Royce fechou um contrato de US$ 1,2 bilhão com a companhia aérea China Eastern Airlines para fornecer os motores Trent 700, que equiparão 16 aeronaves Airbus A330, incluindo prestação de serviços. O anúncio ocorre em meio a uma investigação em motores da linha Trent 900, que equipam aviões Airbus A380, após um incidente com a companhia aérea australiana Qantas.

    Na última quinta-feira, um jato A380 operado pela Qantas teve de realizar um pouso de emergência em Cingapura, após a explosão de uma turbina durante um vôo que ia de Cingapura para Sydney.

    Ontem a Qantas informou que seus engenheiros detectaram vazamentos de óleo acima dos níveis aceitáveis nos motores de três dos seis aviões A380 que foram retirados de circulação para testes.

    A Rolls Royce informou que "o problema é específico dos motores Trent 900" e descartou qualquer relação entre a explosão da turbina do avião da Qantas e o incidente com um motor da série Trent 1000 durante uma bateria de testes, em agosto deste ano.

    A empresa também informou ter decidido realizar uma série de inspeções nos motores Trent 900 de jatos A380, juntamente com a Airbus, sob supervisão das autoridades aeronáuticas.

     

     

    Folha de São Paulo
    09/11/2010

    Qantas suspende voos de seus A380 por mais 72 horas

    A companhia aérea australiana anunciou ontem que vai manter em terra seus Airbus-A380 por mais tempo que o previsto -pelo menos, 72 horas-, pois detectou "anomalias" em três motores de aviões da frota. Os voos foram suspensos após incidente que obrigou uma aeronave da Qantas a fazer pouso forçado na semana passada.

     

     

    O Estado de São Paulo
    09/11/2010

    Apesar dos problemas, Airbus vende mais aviões

    A companhia aérea japonesa de baixo custo Skymark anunciou ontem a compra de seis Airbus A380. As aeronaves serão usadas em voos internacionais, que começarão a operar em março de 2015. É a primeira vez que uma companhia aérea japonesa vai comprar um A308. O valor da operação não foi divulgado.

    O anúncio acontece em um momento de problemas para o A308. A australiana Qantas Airways deixou de operar sua frota de seis modelos A380 para investigar a ruptura de uma turbina que obrigou um de seus superjumbos de dois andares a fazer um pouso de emergência em Cingapura na semana passada.

    A Qantas pretende manter os aviões em terra por pelo menos mais três dias. Mas ontem a empresa informou que já fez progressos nas investigações sobre o incidente. Segundo a companhia, seus engenheiros encontraram vazamentos de óleo nos motores Trent produzidos pela britânica Rolls-Royce. "Esses motores não estão funcionando nos parâmetros esperados", disse o presidente da companhia, Alan Joyce. "O vazamento de óleo estava além dos níveis de tolerância normais."

    Pressão. A descoberta dos vazamentos coloca mais pressão sobre a Rolls-Royce, em meio às preocupações sobre um problema maior com o projeto de seus motores para alguns aviões A380. Segundo Joyce, a Qantas usa um projeto diferente do motor Trent daqueles utilizados pelos aviões A380 da Singapore Airlines e da Lufthansa.

    Também ontem, a Rolls-Royce afirmou que está avançando na investigação sobre a causa da falha no motor Trent 900 do superjumbo da Quantas. Reiterou, ainda, que ela não está relacionada aos problemas observados no desenvolvimento de um motor para a nova geração de outro avião, o Dreamliner 787, aeronave de grande eficiência de combustível da fabricante norte-americana Boeing.

    "Não está claro se esse incidente é específico do motor Trent 900", afirmou a Rolls-Royce num comunicado. A companhia não informou, no entanto, qual é o problema.

     

     


    << Início   < Voltar  | |  Avançar >   Última >>