Associação dos Mecânicos de Vôo da Varig
Segunda-Feira, 19 de Agosto de 2019
08/06/2010

<< Início   < Voltar  | |  Avançar >   Última >>

O Globo
08/06/2010

Emirates compra 32 aviões A380 da Airbus
Ana Luísa Westphalen | Valor

A companhia aérea Emirates assinou hoje contrato para a aquisição de mais 32 aviões A380 da Airbus, aumentando para 90 as encomendas desse modelo. O negócio, no valor de US$ 11,5 bilhões, foi fechado nesta manhã, durante o Air Berlin Show, convenção do setor aeronáutico realizada na capital alemã, informa a Airbus em nota.

Segundo o diretor-executivo da companhia aérea, xeique Ahmed Bin Saeed Al-Maktouma, a compra faz parte da estratégia da Emirates de se tornar líder mundial em transporte aéreo e estabelecer Dubai como um ponto central para a aviação global. Recentemente, a empresa encomendou outras 58 aeronaves A380.

A Emirates recebeu o primeiro A380, considerado o avião símbolo da frota, em julho de 2008 e atualmente opera dez aeronaves do modelo para oito destinos internacionais, incluindo Londres, Toronto, Paris, Bangcoc, Jidá (Arábia Saudita), Seul, Sydney e Auckland.

 

 

Brasilwiki;com.br
08/06/2010

AERUS - Flávio Arns será relator de Projeto de Decreto Legislativo
Senado.gov.br

O entendimento entre governo e aposentados é tema que remete a um passado longínquo. No Plenário do Senado, na terça (1/06), o caso dos pensionistas do Aerus, fundo de pensão dos ex-empregados da Varig, foi lembrado por vários senadores. Na caminhada pela busca de soluções, houve audiência com o Ministro da Previdência, com o Advogado-Geral da União, com o Presidente do Supremo Tribunal Federal e com a Ministra Relatora.

Flávio Arns assinalou que mais do que do Legislativo, a questão depende do Executivo. "No debate que fizermos aqui, vamos chamar o Executivo para estar junto, e o texto a ser aprovado que seja um texto talvez até decorrente do grupo de trabalho já constituído. É preciso que recuperemos esse debate, para encontrar a solução efetiva que o pessoal do Aerus merece, sem dúvida alguma", disse o senador.

Arns foi indicado como relator do Projeto de Decreto Legislativo que deverá refinar uma proposta que traga os resultados esperados pelos pensionistas e pelo significativo grupo de parlamentares que há tanto tempo se levanta em defesa de uma solução. Com a indicação do paranaense veio também a promessa de que a Comissão de Assuntos Sociais dará ao caso tratamento de urgência e de prioridade.

O Decreto Legislativo terá que ser aprovado nas duas Casas - Câmara e Senado - e não precisará de sanção presidencial. Outra possibilidade seria as duas Casas fazerem a tramitação separadamente. A opção, contudo, é de passar, o mais rapidamente possível, pela Comissão de Assuntos Sociais, no Senado.

 

 


<< Início   < Voltar  | |  Avançar >   Última >>

Página Principal