Associação dos Mecânicos de Vôo da Varig
Missão
História
Atual
Anteriores
Organograma
Amil
Unimed RIO
Unimed POA
Amil Dental
UtiVida
RioPax
Farmalife
Webjet
Arc - Colônia de Férias
Rio de Janeiro
Porto Alegre
Domingo, 15 de Setembro de 2019
Voltar
Correio do Povo - 09/08/2019
História da Varig será contada em documentário

Filmagens do projeto começaram esta semana
Por Eduardo Amaral

A história da Varig, uma das empresas brasileiras que teve maior destaque internacional na história, será contada nas telas do cinema. Começaram nesta semana as filmagens do documentário que pretende contar como a Viação Aérea Rio-Grandense dominou o mercado de voos no Brasil por mais de três décadas, até o fechamento nos anos 2000.

O diretor do documentário será o jornalista Carlos Bighetti, um apaixonado por aviação que decidiu levar a história para as grandes telas após alugar por R$ 600 duas fitas com os vídeos institucionais da Varig produzidos pelo documentarista francês Jean Manzon. “Eu fazia um quadro de televisão chamado flashback, e quando fomos contar a história da aviação me deparei com esse material com imagens raríssimas onde era possível ver todo o funcionamento da empresa.”

Para Bighetti, preservar a história da Varig é uma forma de mostrar o Brasil que deu certo. "Tenho a preocupação que os mais jovens não sabem o que foi a Varig, essa relação que foi tão forte está se perdendo”, justificou.

O desejo de documentar como a Varig se tornou a maior empresa de aviação do país, e uma das maiores do mundo, não era exclusividade de Bighetti. Por meio da internet ele encontrou o piloto Gabriel Toledano, um ex-funcionário da companhia que também tinha em sua posse um grande material de arquivo da empresa e agora atua como consultor do documentário. Os dois estiveram pela primeira vez no Rio Grande do Sul em 2016, quando conheceram ex-funcionários da Varig, “Naquela vez ficamos em hotel, mas eles nos abraçaram de forma tão carinhosa que nas outras vindas à cidade ficamos hospedados na casa deles”, conta o diretor.w

Relação dos funcionários com a empresa
A relação dos funcionários com a empresa é um dos destaques que Bighetti pretende mostrar em seu documentário. “Queremos contar a história da Varig costurando com a vida dessas pessoas que tem até hoje um grande amor pelo local onde trabalharam.” Na avaliação dele, a ligação afetiva entre funcionários e trabalhadores é fruto das políticas de Ruben Berta, primeiro funcionário da Varig que assumiu a presidência da empresa na segunda metade dos anos 1940. Entre mudanças na gestão adotadas por ele está a criação da Fundação dos Funcionários da Varig, criada em 1945 e que tornou os trabalhadores também donos da empresa.

Na noite dessa quinta-feira, os produtores do filme estiveram reunidos com antigos funcionários da Varig no hotel Plaza São Rafael, em Porto Alegre, local que hospedava a tripulação nos anos da companhia. Ex-comissário da empresa, Marcos Ussanovich, confirma o que diz o diretor do documentário a respeito da relação dos funcionários com a empresa. “O serviço de bordo era o padrão da época, porém o que os passageiros percebiam era a satisfação que tínhamos em trabalhar lá.”

O documentário está orçado em aproximadamente R$ 600 mil, e já recebeu autorização da Lei do Audiovisual para captar recursos com empresas e pessoas físicas. Mesmo antes de arrecadar o dinheiro, os produtores iniciaram os trabalhos oficialmente nessa quarta-feira, quando entrevistaram uma das filhas de Ruben Berta. Ex-funcionários da Varig já se comprometeram em apoiar financeiramente o projeto, e novas reuniões em Porto Alegre serão realizadas nos próximos meses.

Página Principal