Anterior >   Última >>
  • Aeroin
    13/07/2024

    DECEA alerta sobre colisões com animais em aeronaves e mostra dados e medidas preventivas no Brasil
    JULIANO GIANOTTO

    O Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA) alerta para o perigo envolvendo animais e aeronaves no Brasil. De acordo com o Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA), no Brasil, nos últimos dois anos, foram registradas cerca de 3.400 colisões com aves.

    Segundo o DECEA, as colisões com fauna são o tipo de incidente mais repetitivo na aviação, sendo grande parte delas registradas quando a aeronave está voando próximo ao solo, na aproximação para pouso ou após a decolagem.

    Todas as ocorrências envolvendo aeronaves e animais, como colisão, quase colisão e avistamentos, em aeroportos militares, devem ser reportadas pelo site do CENIPA, e em aeroportos civis, devem ser relatadas ao site da ANAC. Estes casos são tratados como incidentes aeronáuticos.

    Este serviço prestado pelos Órgãos visa nortear as ações preventivas, que devem ser feitas pelos próprios operadores de aeródromos, de aeronaves, de controle de tráfego aéreo, além dos mecânicos de aeronaves.

    Quando as empresas reportam os acontecimentos com a fauna, contribuem de modo mais eficiente para o gerenciamento desse perigo natural do ambiente, que é considerado pela Federal Aviation Administration (FAA) um dos principais problemas nos aeródromos em todo o mundo.

    Além disso, apoiar o banco de dados nacional reforça o fluxo de informação que operadores de aeródromos utilizam para avaliar riscos e confeccionar Planos de Manejo de Fauna a serem submetidos à autoridade ambiental, contribuindo também para reduzir essas colisões.

    O gerenciamento de risco aviário em aeroportos é uma ferramenta importante para mitigar os impactos para o transporte aéreo, aeroportos e controle do espaço aéreo. A presença de aves em aeródromos e em seus arredores afeta globalmente a segurança da aviação. No aeródromo, todas as medidas que reduzam oportunidade de obtenção de água, alimento e abrigo devem ser tomadas para que a quantidade de fauna seja minimizada.

     

     

    https://ultimosegundo.ig.com.br
    13/07/2024

    Incêndio em notebook causa evacuação em avião nos Estados Unidos
    Devido a evacuação, houveram três feridos durante embarque em voo da American Airlines
    Por iG Último Segundo

    Na última sexta-feira (12), um avião da American Airlines , que estava em São Francisco (EUA), teve que ser evacuado devido a um incidente envolvendo fumaça a bordo. O voo, que tinha como destino Miami, foi palco de um incêndio causado por uma bateria de um notebook.

    O incidente ocorreu enquanto os passageiros estavam embarcando, por volta de 13h05, resultando em três pessoas feridas. O Corpo de Bombeiros de São Francisco foi chamado para apagar o fogo, causando tumulto entre os passageiros que tentavam sair da aeronave.

    Autoridades do aeroporto relataram que a fumaça foi detectada por tripulantes na cabine da tripulação. A evacuação foi realizada de maneira rápida pelos bombeiros locais, porém com o tumulto enfrentado devido à confusão entre os passageiros resultou em três feridos .

    Relatos de testemunhas nas redes sociais descreveram o momento como caótico, com muitos gritos e uma grande quantidade de fumaça visível. O incidente foi atribuído a um laptop que estava dentro da bagagem de um passageiro, de acordo com a American Airlines.

    Em nota oficial, a companhia aérea afirmou: "Durante o embarque do voo 2045 da American Airlines com serviço de São Francisco (SFO) para Miami (MIA) foi relatada a fumaça de dentro da bolsa de um cliente. A bolsa foi rapidamente envolvida por nossos membros da tripulação e todos os passageiros saíram da aeronave. Agradecemos aos nossos membros da tripulação por seu profissionalismo e pedimos desculpas aos nossos clientes pelo inconveniente."

     

     


    Avançar >   Última >>