Associação dos Mecânicos de Vôo da Varig
Terça-Feira, 21 de Novembro de 2017
17/11/2017

<< Início   < Voltar  | |  Avançar >   Última >>

panrotas.com.br
17/11/2017

Greve de controladores vai gerar cancelamentos na França

Os voos que começam, terminam ou atravessam o espaço aéreo francês passarão por dificuldades em duas operações. Com a greve dos controladores aéreos deflagrada hoje, por causa das novas leis trabalhistas em vigor no país, a paralisação e comprometimento das rotas começarão às 18 horas de hoje (no horário local, quando são 15h no horário de Brasília durante o horário de verão) e poderão ser estendidas até amanhã no início do dia. Algumas companhias aéreas já planejam reorganizar suas rotas — ocasionando até mesmo cancelamentos.

Em nota, a British Airways anunciou que alguns de seus voos poderão ser cancelados. “Mais uma vez, infelizmente, a greve poderá afetar as nossas operações de curtas e longas distâncias. Além de cancelamentos, é possível que haja interrupções, considerando os voos que normalmente usam o espaço aéreo francês nas rotas europeias.”

A Ryanair também assegurou que alguns de seus voos também deverão ser cancelados. “Lamentamos avisar nossos clientes que, devido a uma greve no controle aéreo francês, seremos forçados a cancelar um pequeno número de voos”, afirma em nota.

Outra aérea, a Easyjet também manifestou que seus serviços serão afetados pela greve. “Nós planejamos operar nosso cronograma de voos completo pela França, porém há o potencial de atrasos devido à ação dos controladores. Aconselhamos que os passageiros verifiquem o status de seus voos em nosso rastreador, via aplicativo ou site.”

 

 

gazetadopovo.com.br
17/11/2017

O ICMS dos combustíveis e a aviação regional

Levantar a bandeira do teto de 12% para a alíquota de ICMS que incide sobre o combustível dos aviões é garantir estímulo ao desenvolvimento regional. Como essa medida reduz custos, ela viabiliza novas frequências, ampliando a competividade e eficiência não somente das companhias aéreas, mas também dos aeroportos espalhados pelo país.

À medida que um aeroporto fica mais movimentado, tanto com voos domésticos quanto com internacionais, tem-se uma relevância enorme, pois isso gera um impacto saudável em toda a cadeia produtiva não só da aviação, mas em várias outras dimensões: econômica, tecnológica e cultural, só para citar algumas. São condições essenciais para que se crie um ambiente propício para a continuidade do processo de concessão dos aeroportos, atraindo o interesse de potenciais investidores, além da garantia de receitas mais consistentes para os terminais concedidos.

Há um segundo impacto regional, que também é uma possibilidade real, mas no médio e longo prazos: voos para cidades menores. Já a conexão entre capitais deve acontecer pouco tempo após a eventual aprovação do Projeto de Resolução do Senado que trata do teto da alíquota de ICMS sobre o combustível da aviação (PRS 55/2015). Em ambos os casos, haverá uma ampliação muito forte da conectividade nacional doméstica.
As companhias aéreas associadas à Abear assumiram um compromisso de retomar e criar um total de 198 frequências, para o conjunto do país, com a aprovação deste projeto. É importante lembrar que cada nova frequência significa a possibilidade de mais empregos, renda, arrecadação de impostos, contribuição para a produção dos estados e alavancagem de outros setores como o turismo, entre outros benefícios.

Os paranaenses já têm sido beneficiados pela aviação comercial. O Voar por mais Brasil – os benefícios da aviação nos estados, estudo da Abear reproduzindo metodologia usada pela Associação Internacional do Transporte Aéreo (Iata, na sigla em inglês) no mundo inteiro, mostra que, para cada posto de trabalho ocupado pela aviação, quase 16 pessoas são contratadas pelo turismo estimulado pelo transporte aéreo. Para cada R$ 1 que a aviação adiciona à produção do estado, R$ 11 são gerados em produção pela cadeia do turismo impulsionado pelas companhias aéreas. Isso ocasionará uma série de impactos muito interessantes que vão além de um aeroporto.

Além de ser uma conquista histórica para a aviação, a aprovação do PRS 55/2015 acabará com diversas distorções. Com a fórmula de precificação do querosene de aviação (que inclui até frete marítimo internacional, sendo que cerca de 80% do insumo é processado no país) e a atual tributação, o combustível no Brasil chega a ser 50% mais caro do que em outros países. Some-se a isso o fato de que os estados brasileiros praticam alíquotas de ICMS diferentes, que vão de 3% a 25%, além das distorções entre o preço cobrado nas capitais e no interior. É por isso que a redução da alíquota do ICMS sobre o combustível dos aviões é o melhor caminho para o desenvolvimento econômico de diversas regiões e para que o transporte aéreo contribua no processo de retomada do crescimento do Brasil.

 

 

dn.pt
17/11/2017

Avião da KLM atingido por raio logo depois da descolagem

Um Boeing 777-300 da companhia aérea holandesa KLM, que fazia a ligação entre Amesterdão e Lima, no Peru, foi esta terça-feira atingido por um raio logo depois da descolagem. O momento foi captado por um videoamador e divulgado nas redes sociais O melhor do Diário de Notícias no seu email

Agora pode subscrever gratuitamente as nossas newsletters e receber o melhor da atualidade com a qualidade Diário de Notícias.

O aparelho tinha descolado dois minutos antes do aeroporto de Schiphol, na Holanda, quando o incidente aconteceu.



Não houve registo de quaisquer danos ou feridos, tendo o aparelho prosseguido o seu voo normalmente e aterrado sem quaisquer problemas no destino previsto.

Casos de descargas elétricas com aviões em ambientes de trovoadas não são incomuns e habitualmente revelam-se inofensivos. O aparelho durante o voo não está em contacto com a terra, pelo que a passagem da eletricidade se faz sem que os ocupantes do aparelho sequer deem por isso. Além disso, os circuitos eletrónicos a bordo nos aviões de passageiros estão preparados para este tipo de situações.

Conseguir-se captar a imagem, no entanto, é mais invulgar.

 

 


<< Início   < Voltar  | |  Avançar >   Última >>

Página Principal