<< Início   < Próxima  | |  Anterior >   Última >>
  • Panrotas
    26/02/2021

    Emirates desenvolve sistema de verificação digital de covid-19
    Beatriz Contelli

    A Emirates e a Autoridade de Saúde de Dubai (Dubai Health Authority - DHA) assinaram hoje um acordo que colocará Dubai entre as primeiras cidades do mundo a implementar um sistema de verificação digital de registros médicos de teste e vacinação da covid-19 dos viajantes. O acordo foi assinado pelo sheik Ahmed bin Saeed Al Maktoum, presidente e CEO da Emirates, e Awadh Al Ketbi, diretor geral da DHA.

    Segundo o acordo assinado, a Emirates e a DHA trabalharão para conectar os sistemas de TI dos laboratórios aprovados pela DHA aos sistemas de reservas e check-in da Emirates para permitir o compartilhamento, armazenamento e verificação eficientes das informações de saúde sobre infecção, teste e vacinação de covid-19 dos passageiros, tudo de forma segura e atendendo aos regulamentos. O projeto terá início imediato para que comece a beneficiar os viajantes já nos próximos meses.

    "Dubai é um dos principais centros de transporte aéreo e uma das cidades mais modernas do mundo na área de serviços de governo eletrônicos. Então, nada mais natural que combinar nossas capacidades para criar um sistema de verificação digital de registros médicos da covid-19, que também permitirá a verificação de documentos sem contato humano no aeroporto de Dubai. Esse serviço vai melhorar consideravelmente a experiência do viajante e aumentar a confiabilidade, eficiência e conformidade com os requisitos de entrada no país impostos pelos destinos de todo o mundo", afirmou o sheik Ahmed.

     

     

    Aeroin
    26/02/2021

    Piloto de avião acende as luzes de pouso no solo e deixa aeroportuário cego
    Carlos Ferreira

    Outro caso um tanto incomum ocorreu recentemente, quando um funcionário do aeroporto de São Petersburgo, na Rússia, acabou sofrendo de queimadura leve no olho, após olhar diretamente para as luzes de pouso de uma aeronave Boeing 737-800 que acabara de pousar.

    O evento foi registrado na quarta-feira, dia 24 de fevereiro. O profissional recebeu os primeiros socorros no próprio aeroporto, onde os médicos identificaram um caso de oftalmia, que é uma queimadura de conjuntivo, córnea e retina devido à exposição a luz muito forte. Felizmente, com um tratamento com colírio, prevê-se que a visão do trabalhador seja totalmente restaurada em algumas semanas.

    Segundo a informação incluída na base do The Aviation Herald, o avião envolvido no incidente foi o 737 de matrícula VP-BQQ. Após um pouso normal e enquanto estava taxiando até o portão, a tripulação acendeu as luzes de pouso duas vezes, cegando um trabalhador de solo, que estava no carro follow-me.

    O Aeroporto de Pulkovo emitiu uma nota em que dizia: “Na noite de 24 de fevereiro, um funcionário da empresa foi enviado para um centro de trauma ocular. A razão para isso foi a necessidade de primeiros socorros após contato visual com luzes de pouso do avião. No aeroporto de Pulkovo, está sendo feita uma verificação para verificar as causas e assegurar que as operações ocorrem de acordo com as normas da legislação”.

    Quase todas as aeronaves modernas são equipadas com luzes de pouso, se aprovadas para operações noturnas. As luzes de pouso são geralmente de intensidade muito alta, devido à distância considerável que pode separar uma aeronave do terreno ou obstáculos. As luzes de pouso de aeronaves grandes podem ser facilmente vistas por outras aeronaves a mais de 160 quilômetros de distância.

    As principais considerações do projeto da luz de aterrissagem incluem intensidade, confiabilidade, peso e consumo de energia. As luzes de pouso ideais são extremamente intensas, requerem pouca energia elétrica, são leves e têm uma vida útil longa e previsível. Em geral, elas são desligadas após a aterrissagem.

     

     


    << Início   < Voltar  | |  Avançar >   Última >>