Associação dos Mecânicos de Vôo da Varig
Segunda-Feira, 24 de Setembro de 2018
16/09/2010

<< Início   < Voltar  | |  Avançar >   Última >>

Valor Econômico
16/09/2010

Transporte aéreo cresce 34% em agosto
Resultado no mercado doméstico surpreendeu e foi impulsionado pela demanda forte da classe C
Alberto Komatsu

O desempenho do transporte aéreo de passageiros no país, em agosto, surpreendeu o mercado ao registrar crescimento de 34,13%, em relação ao mesmo período do ano passado. Os dados são da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). É o décimo quinto mês consecutivo de expansão e o décimo terceiro mês seguido com taxa acima de 10%. Foi também a melhor performance para agosto desde 2001.

O consultor do Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (Snea), brigadeiro Allemander Pereira Filho, diz que o resultado de agosto surpreendeu porque se esperava uma taxa de expansão de no máximo 20%.

"O resultado consolida o descobrimento do transporte aéreo pela classe C, que se habituou a comprar passagens com parcelas que cabem no seu bolso", afirma Allemander, ex-diretor da Anac.

A oferta de assentos nos aviões teve alta de 19,55% no mês passado, diante de igual período de 2009. A taxa média de ocupação das aeronaves foi de 70,27%, um crescimento de 7,63 pontos percentuais em comparação com agosto do ano passado.

De janeiro a agosto, a demanda por voos domésticos acumula expansão de 27,04%, com 19,78% de lugares a mais nos aviões. Ambas as comparações foram feitas em relação aos oito primeiros meses de 2009.

O fluxo de passageiros transportados em voos internacionais por companhias aéreas brasileiras teve crescimento de 28,53% em agosto, ante igual mês de 2009. Foi o quarto mês consecutivo de expansão acima de 20% e o melhor desempenho para agosto desde 2007.

A expansão na oferta de assentos nos voos ao exterior foi de 11,56%, em relação a agosto do ano passado. A taxa média de ocupação ficou em 79,42%, com alta de 10,49 pontos percentuais diante de agosto de 2009.

A TAM permaneceu na liderança dos voos domésticos, com participação de 42,61%. A Gol continuou na segunda colocação, com 39%. Juntas, as duas maiores acumularam 81,61% do fluxo de passageiros no país. Elas respondiam por 84,72% do mercado interno em agosto de 2009.

A Azul prosseguiu na terceira posição, posto conquistado em junho, com 6,14%. A Webjet veio logo em seguida ao responder por 5,82% da demanda doméstica. A Avianca foi quinta colocada (2,89%), seguida de perto pela regional Trip (2,38%).

A TAM também manteve a liderança no mercado internacional, com 82,73% no mês passado, um recuo de 5,56 pontos percentuais. A Gol ficou na segunda colocação, com 16,87%, o que representou um acréscimo de 5,3 pontos percentuais.

 

 

Folha de São Paulo
16/09/2010

Mercado de aviação brasileiro apresenta crescimento em agosto

A demanda pelo transporte aéreo nas rotas domésticas cresceu 34% em agosto em relação ao mesmo período de 2009, segundo dados da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil). Na comparação com julho, porém, o desempenho do mês passado representou queda de 4%.
Nas rotas internacionais realizadas pelas empresas brasileiras o crescimento foi de 28% na comparação anual.
No acumulado do ano, de janeiro a agosto, as empresas brasileiras registram crescimentos nos mercados nacional e internacional -de 27% e 17%, respectivamente.
A TAM se mantém na liderança do mercado doméstico, com crescimento de 30% em agosto, atingindo 42,61% de participação. Na segunda posição está a Gol/Varig, que teve avanço de 28% e conta com 39% de participação.

 

 


<< Início   < Voltar  | |  Avançar >   Última >>

Página Principal